As Vozes de Pessoa

As Vozes de Pessoa

Fernando Pessoa

sinopse

As Vozes de Pessoa traz os poemas completos de três mais importantes heterônimos do poeta Fernando Pessoa. (...) Mestre, só seria como tu se tivesse sido tu. Que triste seria como tu se tivesse sido tu. Que triste a grande hora alegre em que primeiro te ouvi! Depois tudo é cansaço neste mundo subjectivado, Tudo é esforço neste mundo onde se querem coisas, Tudo é mentira neste mundo onde se pensam coisas, Tudo é outra coisa neste mundo onde tudo se sente. Depois, tenho sido como um mendigo deixado ao relento Pela indiferença de toda a vila. Depois, tenho sido como as ervas arrancadas, Deixadas aos molhos em alinhamentos sem sentido. Depois, tenho sido eu, sim eu, por minha desgraça, E eu por minha desgraça, não sou eu nem outro nem ninguém. Depois, mas porque é que ensinaste a clareza da vista, Se não me podias ensinar a ter alma com que a ver clara? Porque é que me chamaste para o alto dos montes Se eu, criança das cidades do vale, não sabia respirar? (...)

começar a ouvir amostra Adicionar a lista de desejos

Ouça também em Infanto Juvenil