A Origem das Espécies

A Origem das Espécies

Charles Darwin

sinopse

A bordo do navio britânico Beagle, durante uma viagem de cinco anos, um jovem de 22 anos, na condição de naturalista, embarcou destinado a coletar espécimes vegetais e animais e a anotar suas observações. Ele reuniu componentes suficientes para elaborar e defender uma das teorias mais revolucionárias de sua época: a teoria da evolução pela seleção natural. Esse jovem célebre é Charles Darwin, que, em 1859, publicou sua fascinante teoria na obra A Origem das Espécies, a qual se transformou em um dos maiores clássicos de todos os tempos. Darwin pôde constatar que a seleção natural causa, inevitavelmente, uma extinção considerável das formas menos bem organizadas e conduz ao que denominamos divergência dos caracteres e à extinção completa das formas intermediárias e imperfeitas. Além disso, todas as espécies da fauna e da flora desenvolveram-se a partir de formas mais primitivas por meio da transmissão hereditária de ligeiras variações em sucessivas gerações. Suas ideias encontraram fortes oponentes, desde cientistas até líderes religiosos, pois a teoria de Darwin ia contra quaisquer concepções da origem da vida segundo os preceitos teológicos vigentes na época. Para facilitar o entendimento do leitor, Darwin dispôs em A Origem das Espécies um glossário contendo os principais termos científicos empregados na obra. Ele se utiliza, ainda, de uma linguagem acessível, permitindo que todos desfrutem seus conhecimentos.

Acessar agora

Ouça também em Ciências Humanas