Esse Gato Ninguém Segura, O Pulo do Gato

Esse Gato Ninguém Segura, O Pulo do Gato

sinopse

Esse Gato Ninguém Segura relata os 45 anos de sucesso do programa de rádio O Pulo do Gato. Há quase meio século (45 anos, mais precisamente), São Paulo acorda ao som do mesmo miado – o miado do “gato radiofônico” mais famoso do Brasil: o d’O Pulo do Gato, da Rádio Bandeirantes. O Pulo tornou-seo programa jornalístico há mais tempo no ar, no mesmo horário e com o mesmo apresentador, José Paulo de Andrade, em uma mesma emissora. Agora, o programa que informou e segue informando gerações inteiras, ganha um livro-documentário à altura de sua relevância jornalística e do respeito conquistado junto à audiência. Esse Gato Ninguém Segura(Ed. Letras do Pensamento), do jornalista Claudio Junqueira, ex-integrante d’ O Pulo, recorda os 45 anos do Radiojornalístico mais longevo do dial brasileiro, a partir das memórias dos entrevistados, transcrições de áudios raros, fotografias inéditas, reportagens em outros veículos e documentos. Adaptada da dissertação de Mestrado de Claudio Junqueira sobre O Pulo do Gato pelo jornalista Marc Tawil, também organizador do livro, a obra que levou quase três anos para ficar pronta, revela e confirmam suas 210 páginas detalhes históricos de máxima importância, antes desconhecidos de ouvintes, jornalistas e acadêmicos. “Fui contratado na Rádio Bandeirantes como rádio-escuta em 2 de abril de 2003, no mesmo dia em que O Pulo do Gato completava 30 anos no ar. Parecia ser apenas uma coincidência, mas os anos seguintes comprovariam que meu destino estaria intimamente ligado ao programa e assim seria até meu último dia na emissora, em 8 de agosto de 2013”, escreve Claudio Junqueira. “Eu sou referência do programa e ele é minha referência. É o Zé Paulo d’O Pulo do Gato, é O Pulo do Gato do Zé Paulo – então ficou uma coisa só, é muito ligado. Cá entre nós, é o programa mais importante que eu fiz em toda minha vida”, reconhece José Paulo de Andrade. “Ele está agora para ser efetivado (risos). A importância do Zé Paulo na história da Bandeirantes é muito, muito grande. Ela vai estar sempre escrita na ‘pedra’ para toda a história dessa empresa. Por quê? Porque ele dedicou a sua vida inteira a essa causa. A Bandeirantes deu toda a liberdade para ele poder tratar os problemas de frente, e a não ter medo de enfrentar nenhuma autoridade”, afirma Johnny Saad, presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

Acessar agora

Ouça também em Diversos