Fédon, Diálogos de Platão

Fédon, Diálogos de Platão

Platão

sinopse

O Filósofo grego, Sócrates, foi condenado pelo tribunal à pena de morte por ter sido injustamente acusado de corromper a juventude e não adorar alguns deuses da pólis (cidade). Pela tradição grega, os condenados à morte bebiam a cicuta, um veneno que para lisava todo o corpo até à asfixia. Mas só o poderiam fazer depois do pôr do sol. No último dia de vida, esperando que o sol se pusesse no horizonte, Sócrates põe em dia as últimas palavras com os seus discípulos e amigos que se encontraram com ele nessa tarde dramática na prisão. Este diálogo fornece-nos as crenças do filósofo na imortalidade da alma. Fédon é um dos quatro diálogos de Platão que se referem à condenação de Sócrates (os outros três são: Críton, Eutífron e Apologia de Sócrates). Fédon é o mais interessante e o mais importante deles todos pois expõe as crenças do filósofo, é uma apologia da própria filosofia e relata as últimas palavras de Sócrates ditas no último dia do cárcere, antes de beber a cicuta!

Tempo total 195 min

Acessar agora

Ouça também em História e Geografia