Daimon Junto À Porta

Daimon Junto À Porta

Nelson Rego - Dublinense

sinopse

O daimon, para os antigos gregos, é tanto a natureza externa quanto a interna. É a potência para perseguir o que faz falta. Ao mesmo tempo interno e externo, ele é o indivíduo e algo além do indivíduo. Em princípio, nem bom, nem mau – mas, com certeza, forte –, o daimon pode ser a correnteza que leva para qualquer direção. O indivíduo pode ter êxito com esse algo que está além e o habita. E pode também ser esmagado pela força tremenda que ele traz.

ler amostra agora Adicionar a lista de desejos

Leia também em Contos e Crônicas