Amor, otário amor

Amor, otário amor

Léo Luz - Alto Astral

sinopse

Já parou para pensar em como eram os relacionamentos antes da internet? Antes de todo mundo ser ansioso, antes dessa quantidade assombrosa de informação, antes de tudo? Como alguém conseguia ser completamente fracassado na vida amorosa sem poder reclamar de que ela entrou no WhatsApp há cinco minutos e ainda não tem deu bom-dia? Amor, Otário Amor traça um panorama bem-humorado e um pouco pessimista da época em que vivemos: de casais que parecem felizes no Facebook e mal se falam na vida real, de relacionamentos em que a tecnologia é um terceiro elemento e do quanto a vida a dois no mundo 2.0 pode ser engraçada (e trágica). Prefácios de Luiz Fernando Verissimo, Hélio de la Peña e Fred Elboni.

Acessar agora

Leia também em Literatura