Biotemas:

Biotemas:

BIOTEMAS Extensão Universitária - Bibliomundi

sinopse

"Na contemporaneidade, escrever bem é fonte de renovação e deleite para todo o acadêmico, e, professor pesquisador. Entende-se que é fonte de renovado prazer e de construção permanente da identidade do autor que se revela em cada letra, cada palavra, cada frase e em cada enunciado elencado por ele em seu texto por meio da interioridade de suas ideias da alma de escritor. Assim, o 3° Livro do Biotemas é uma obra facilitadora para observar o movimento de integração entre universidade e escola por apresentar a comunidade acadêmica o ato de: relatos, resumos expandidos e os resultados obtidos durante a realização tanto do congresso quanto do fórum: BIOTEMAS. O que diferencia essa obra de tantas outras é porque trata da extensão universitária a educação básica e a relevância que o atual Projeto Biotemas tem, e, em seu bojo sempre abriu a inserção de toda a comunidade universitária a participar desse movimento, em seguida, escreverem os seus textos para a submissão da comissão científica para a apreciação. A primeira delas reitera a qualidade dada ao texto cientifico, visto sob o prisma de sua organização interna estrutural; a segunda contribuição refere-se ao fato de o livro dirigir-se aos alunos de Graduação e de Pós- -graduação, por tratar de experiências tanto da licenciatura quanto do bacharel. Às vezes ambos são carentes de como o discurso científico se processa em textos. A obra BIOTEMAS: extensão universitária à educação básica, traz em seus textos técnicas que versam entre teoria-prática em sala de aula. Nele há múltiplos temas para que o leitor sinta nas reflexões há possibilidade de realizar debate em torno das propriedades que compõem um texto e as suas acessibilidades para entendimento, mesmo quando ele seja científico. Os textos inseridos nesta obra tratam das experiências in loco dos diversos cursos ministrados pela universidade e institutos superiores de educação, no formato de parcerias. Acredita-se que um texto científico provoca discussões acerca da discursividade da Ciência e das suas construções erigidas por meio de classificação e seleção tanto de material quanto de corpus. Logo, conhecimento é poder, por que possibilita o sujeito construir discursos e de se construir por meio deles. Sem esses padrões não haveria a necessidade de estágios e experiências em seus futuros ambientes de trabalho. Acredita-se que a obra, por si só, é um emaranhado de conhecimento externado pelos autores que legitimam a forma escrita tanto da universidade quanto dos próprios autores ao elencar as suas práticas científicas, para a legitimação e para o valor social demandado pela Ciência. Vale ressaltar que a obra consiste em conhecimentos e experiências aplicadas a educação básica por meio de professores de educação superior e seus respectivos grupo de trabalho, acadêmicos. O texto parte de interesse que busca fixar a prática cientifico-acadêmica no âmbito das práticas letivas e textuais, e, discursivas na educação básica. É, pois, situado a obra ao texto científico de resumo expandido que expõe as ideias de um trabalho que se envolve poder de conhecer e saber externar a ideologia para novas práticas letivas em espaços escolares. Desse modo, as discussões recaem sobre o papel social da universidade preocupada com a qualidade da educação básica, formar novos estudantes para ingresso nas instituições de curso superior. Portanto, a proposta dos autores, se firma e consolida nos diversos segmentos teóricos de filiação de cada professor orientador, por isso, a escolha temática do grupo de acadêmicos. As linhas de pesquisas e métodos trabalhados são diversos e contemplam em si: revisão de literatura, trabalho de campo e exposição de conhecimento científico "

Acessar agora

Leia também em Ciências Biológicas