Literatura oral no Brasil

Literatura oral no Brasil

Luís da Câmara Cascudo - Global Editora

sinopse

Literatura Oral no Brasil é livro sem similar na bibliografia brasileira. Obra de um pesquisador e erudito sem paralelo. Nascido no final do século XIX e tendo passado a infância e parte da juventude no sertão nordestino, Luís da Câmara Cascudo viveu uma época em que ainda prevaleciam valores, hábitos, costumes e até organização de trabalho típicos do século XVIII. Os livros eram raríssimos. Conhecimentos, lendas, contos, poesias, autos, tudo era transmitido de forma oral. Mais tarde, estudante universitário, leitor voraz, Cascudo foi verificando a origem, por vezes remotíssima, de fatos e estórias presenciados e ouvidos no sertão. A curiosidade do erudito juntava-se à realidade vivida, base de sua extensa obra, sempre palpitante de vida, como esta Literatura Oral no Brasil. Iniciando-se pela origem do conceito de literatura oral, a sua abrangência e vitalidade, limites e transmissão, o livro se espraia como círculos concêntricos numa superfície líquida, registrando e estudando as infindáveis manifestações de cultura transmitidas pela oralidade: canto, dança, mitos, lendas, fábulas, tradições, rondas infantis, parlendas, mnemonias, adivinhas, anedotas. Capítulos especiais são dedicados aos contos (contos de encantamento, de exemplo, facécias etc.), autos populares e poesia (em seus vários gêneros e tipos, romances, metro, desafio etc.) em suas múltiplas manifestações, completados com antologia. Com simplicidade e erudição, Cascudo registra, analisa, compara a presença de tradições em vários povos, sempre migrando, "ondulantes na imaginação coletiva", a contribuição de portugueses, negros e indígenas, assim como as fontes impressas da literatura oral brasileira, a partir do século XVI, muitas delas ainda presentes em nosso cotidiano, numa impressionante vitalidade do espírito popular.

488 páginas

Acessar agora

Leia também em Literatura