Poemas Antológicos

Poemas Antológicos

Olavo Bilac - Editora Serra Azul

sinopse

POEMAS ANTOLÓGICOS reúne os textos integrais dos livros Via-Láctea e Tarde. Sonetos do início ao final, esta antologia permite ao leitor compreender porque Olavo Bilac foi eleito o Príncipe dos Sonetos - gênero literário clássico que tem atravessado os séculos e que em língua portuguesa encontrou em Camões e Bocage duas das mais altas expressões. As 146 páginas do presente volume são uma amostra não apenas do domínio do idioma que consagrou o poeta, mas também de sua sensibilidade e engenho artístico. Uma vez que o soneto tem uma forma fixa e exígua, ele exige do autor que em poucas palavras condense todos os sentidos possíveis de serem comunicados ao leitor. Dois dos mais conhecidos, declamados e estudados poemas de Olavo Bilac aqui se encontram: o soneto XIII, de Via-Láctea ["Ora (direis) ouvir estrelas!"], e Língua Portuguesa, do livro Tarde ["Última flor do Lácio, inculta e bela,"]. O livro tem ainda uma sucinta, mas proveitosa biografia do autor.

146 páginas

Acessar agora

Leia também em Contos, Crônicas e Poesias