Poemas de Argila

Poemas de Argila

Maria Emília Novaes - Editora Serra Azul

sinopse

Poemas de argila reúne uma série de poemas gráficos de Maria Emília Novaes, já lidos nas páginas, em quadros, cartazes e camisetas – e agora nas telas dos dispositivos digitais. Na primeira parte do livro, Nascimentos, os poemas desenham imagens figurativas de diversas naturezas: uma sombra de menina, lembrando o famoso quadro de Velázquez, um cão de duas cabeças, lembrando o mito de Cérbero, uma silhueta de mulher moldando um pote, entre outros. Na segunda parte do livro, Artesanato,  os poemas assumem os formatos de potes, vasos, frascos, moringas, urnas, cálices, copos, pratos... são os recipientes que a poeta molda e nos quais entorna seus poemas até o limite de derramar. O livro, com outro nome, foi publicado pela primeira vez na forma de livro-objeto, em caixa de lâminas de cartão, para serem lidas uma a uma ou expostas na parede em molduras tipo sanduíche de vidro. Numa segunda edição, também com outro nome, ganhou o formato de livro impresso. A presente edição é a primeira em formato e-book, porém os poemas são exatamente os mesmos das edições anteriores.

60 páginas

Acessar agora

Leia também em Contos, Crônicas e Poesias