Processos de decisão estratégicos solidários

Processos de decisão estratégicos solidários

HILANO JOSÉ ROCHA DE CARVALHO - Editora Dialética

sinopse

A formação social capitalista impõe a todas as relações entre as pessoas o domínio da dimensão econômica e material. A liberdade nas formas sociais democráticas em que reinam as relações sociais capitalistas não vai além do direito de se intensificar os processos de produção e de consumo por uma minoria dominante. Disso resulta um confronto permanente de formas ideológicas e entre grupos sociais opostos: de um lado, os que agem para manter intactas as relações hierarquizantes e a exploração do trabalho; de outro lado, os que constroem um novo tipo de sociedade plural, solidária e emancipada. Neste cenário, a Economia Solidária surge como a base econômica, social, cultural e política alternativa, identificada com iniciativas sob relações baseadas na solidariedade, na cooperação e na autogestão, tendo em vista uma Economia Plural e Substantiva. Das iniciativas econômicas solidárias, nas finanças solidárias, os Bancos Comunitários de Desenvolvimento (BCDs) se espalham por territórios brasileiros a partir do desenvolvimento local. Diante disso, este livro aborda as condições necessárias, suficientes e favorecedoras, as dificuldades e os limites para o desenvolvimento social solidário e contra-hegemônico, analisando os processos de decisão estratégicos da experiência do Banco Comunitário Palmas, à luz da teoria política Gramsciana.

152 páginas

Acessar agora

Leia também em Economia