Um abolicionista: Luiz Gama

Um abolicionista: Luiz Gama

Luís Gama - Editora Dipladênia

sinopse

"Aqui não se ergue altar ou trono d'ouro Ao torpe mercador de carne humana. Aqui se curva o filho respeitoso Ante a lousa materna, e o pranto em fio Cai-lhe dos olhos revelando mudo A história do passado. Aqui nas sombras Da funda escuridão do horror eterno, Dos braços de uma cruz pende o mistério, Faz-se o cetro bordão, andrajo a túnica, Mendigo o rei, o potentado escravo!"

83 páginas

Acessar agora

Leia também em Contos, Crônicas e Poesias